Livros de desenho

Curso de desenho – charles bargue

PRODUTOS RELACIONADOS

Descrição do Produto

Curso de desenho – charles bargue

Considerado entre os mais importantes da arte-educação, o Curso de Desenho de Charles Bargue ainda estava inédito no Brasil, e agora, por iniciativa de Fabio Moraes e da Criativo, fica acessível em português aos estudantes brasileiros, interessados no aprendizado do desenho pelos métodos mais clássicos, além de historiadores e amantes da arte.

Sem ser uma obra erudita, o curso de Bargue é dotado de excelente didática e facilidade de compreensão. Sua praticidade vai auxiliar a instrução de nossos estudantes no domínio da figura humana — o curso se apresenta em três partes, que possibilitam o aprendizado gradual e progressivo: observação e cópia de desenhos de modelos de gesso; idem de desenhos dos grandes mestres, e desenho da figura humana utilizando modelos vivos.

 

* * *

 

CURSO DE DESENHO – CHARLES BARGUE

Editora Criativo

Autor: Charles Bargue

Tradução: Fernando Alonso

ISBN 978-85-64249-87-5
Formato: 21 x 28 cm

240 páginas

 

* * *

SAIBA MAIS

CHARLES BARGUE

Charles Bargue nasceu entre 1826/27 em uma família de litógrafos, e iniciou sua carreira na litografia com a publicação de Vinte Cenas de Infância, com desenhos de Henri de Montaut (1825-1890).

Embora fosse dono de uma formação sólida, tecnicamente, na pintura a óleo, Bargue foi pouco conhecido como pintor, e sua produção foi escassa: estima-se que chega a 50 obras, e destas aproximadamente 30 realmente apareceram por terem sido reproduzidas, e apenas 17 foram localizadas.

 

A produção inicial de impressão litográfica de Bargue foi publicada por F. Sinnet, um pequeno editor, cuja loja localizava-se no centro de Paris. No final da década de 1860, Bargue começou a trabalhar para a Goupil, uma editora de padrões mais elevados, com melhor distribuição. Suas primeiras litografias feitas a partir de seus próprios desenhos ou pinturas mostram Bargue como um artista ao mesmo tempo hábil e sofisticado, um dos mais requintados do seu tempo.

Para a Goupil, Bargue fez uma série de retratos grandes, de notáveis como Paul Delaroche (1797-1856) e uma série com temas equestres do famoso pintor de animais Alfred de Dreux (1810-1860) — eram composições complexas e seu sucesso deu-lhe reputação de exímio litógrafo entre os clientes da editora. Em meados da década de 1860, Bargue foi contratado para ser o litógrafo oficial do Curso de Desenho, tarefa que ele realizou com auxílio de um de seus mestres, Jean Léon Gérome.